Na Mídia

Notícia publicada na edição de 27/05/2013 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 004 do caderno C - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.

Arte e gastronomia

A ceramista Ana Maria Bozelli e a personal chef sommelier Karina Papa preparam um encontro recheado de bom gosto. O evento, que acontece no próximo dia 5 de junho (quarta-feira), às 19h, receberá cerca de vinte participantes que terão a oportunidade de aprender deliciosos pratos que serão degustados e harmonizados com vinhos e servidos em peças de cerâmica feitas pela ceramista. A atividade acontece no Studio ABozelli, mas para este evento as vagas já estão esgotadas.
 Ana Bozelli, 73 anos, há 15 anos trabalha com cerâmica e há 3 anos montou o Studio ABozelli, onde dá aulas de cerâmica. Segundo a artista, a proposta é promover outros eventos com esse perfil. "Já temos até lista de espera", comentou ela, que sempre gostou de cozinhar e de servir bem. Além dos eventos, o ateliê, que fica na rua Victória Sacker Reze, 660, no Jd. Pagliato, está aberto para quem quiser conhecer o trabalho. Mais Informações: (15)3217-5713.


Ex-aluna da Uniso é finalista em 


concurso paraense de Gastronomia 

Ipanema Online


 Ex-aluna da Uniso é finalista em concurso  paraense de Gastronomia
Karina Papa disputa final de concurso neste domingo
Karina Paschoal Papa, ex-aluna de Gastronomia da Universidade de Sorocaba (Uniso), está entre os cinco finalistas do Concurso Paraense “Chef Paulo Martins”. A final será realizada neste domingo (14), em Belém do Pará, como parte da programação do Festival “Ver-o-Peso da Cozinha Paraense 2013”.
Os finalistas deverão executar as receitas inscritas, que serão avaliadas por um júri composto por cinco personalidades da gastronomia local e nacional. Karina está competindo com o prato “Sashimi de Pirarucu sobre Carpaccio de Pupunha ao molho Thai com Cupuaçu e Pérolas de tapioca e coco, recheadas com geléia de pimenta”.
O objetivo do concurso é promover a criação de receitas com ingredientes regionais paraenses e busca revelar novos talentos da culinária paraense. Mais informações pelo site: http://www.veropesodacozinhaparaense.com.br/v2/index.php.
12/04/2013 | UNISO

Alunos de gastronomia participam de concursos

Ex-aluna vai para Belém e aluna do curso vai para o Equador
Notícia publicada na edição de 12/04/2013 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 009 do caderno A - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.




Veronica Viudesveronica.viudes@jcruzeiro.com.br
programa de estágio

Aluna e ex-aluna de gastronomia da Universidade de Sorocaba (Uniso) fazem as malas e deixam a cidade neste mês para participar de concursos. Uma, já formada no curso, irá para Belém do Pará, na final do Concurso Paraense "Chef Paulo Martins". Outra, ainda estudante, irá para o Equador, liderando uma equipe de estudantes que representará o Brasil.


Formada em 2011 na Uniso, Karina Paschoal Papa, 37 anos, está entre os cinco finalistas do Concurso Paraense "Chef Paulo Martins". A final, que acontece neste domingo em Belém do Pará, faz parte da programação do festival "Ver-o-Peso da Cozinha Paraense 2013". Os participantes devem executar as receitas inscritas, que serão avaliadas por um júri composto por cinco personalidades da gastronomia local e nacional. Karina irá apresentar o prato "Sashimi de Pirarucu sobre Carpaccio de Pupunha ao molho Thai com Cupuaçu e Pérolas de tapioca e coco, recheadas com geléia de pimenta".

Karina trabalha na área da gastronomia desde 2008 e se inspirou na culinária japonesa para a criação do prato inscrito. "Como estou dando cursos de sushi em Sorocaba, me inspirei nesse culinária, fazendo uma fusão com os ingredientes paraenses necessários para o preparo do prato. A receita é uma versão moderna de uma técnica milenar utilizada pelos japoneses, além de utilizar ingredientes incríveis que dispomos em abundância em nosso país. Ademais, vou levar uma porcelana de uma artista sorocabana, Ana Bozzelli, o que agregará valor ao meu prato, com um toque de Sorocaba", revela.

Ansiosa para o concurso, Karina também conta que participar desse concurso é muito importante por poder representar Sorocaba e todo o Estado de São Paulo.

Já a estudante do último semestre Emanuelle Reis, 25 anos, irá para a cidade de Quito, no Equador, liderando a equipe brasileira no Concurso Culinário Jovem Chef, que será realizado no dia 20 de abril. A competição faz parte da programação do encontro "Gourmonde Equinoccial 2013", promovido pela Associação dos Restauradores Gastronômicos das Américas (Aregala), que terá início no dia 17 de abril e reunirá representantes de mais de 20 países.

No concurso, os participantes terão que preparar um prato principal típico da América Latina, com ingredientes que serão divulgados somente durante a disputa. Além de Emanuelle, a equipe brasileira é formada por Silmeire Barisson, também do curso de Gastronomia da Uniso, e Danilo Galhardo, da Universidade Anhembi Morumbi. Os alunos também fazem parte da delegação que representará o País no "Gourmonde" e auxiliarão os chefs brasileiros em suas atividades, como o renomado chef Rafael Sessenta na oficina que ministrará sobre gastronomia baiana nordestina.

Segundo Emanuelle, o convite para participar do evento foi feito pela associação organizadora, a Aregala Nacional e Internacional. "Acredito que ter participado do concurso "Brazilian Food Experience" em 2012 influenciou na decisão da Aregala. Fui uma das oito finalistas entre quatro mil chefes, com uma receita de risoto de café com sorvete de baunilha e caldo de laranja", relata.

Educação: Ex-aluna é finalista em concurso paraense de Gastronomia

Aluna e ex-alunas participam de concursos


12/04/2013 - 18H39
A ALUNA EMANUELLE REIS E AS EX-ALUNAS KARINA PASCHOAL PAPA E TAMMY DE ANDRADE, TODAS DE GASTRONOMIA, FORAM SELECIONADAS PARA PARTICIPAR DE CONCURSOS NA REGIÃO, EM BELÉM DO PARÁ E ATÉ NO EXTERIOR.

Karina Paschoal Papa, por exemplo, está entre os cinco finalistas do Concurso Paraense “Chef Paulo Martins”, que terá a grande final neste domingo (14), em Belém, como parte da programação do Festival “Ver-o-Peso da Cozinha Paraense 2013”.
Os finalistas deverão executar as receitas inscritas, que serão avaliadas por um júri composto por cinco personalidades da gastronomia local e nacional. Karina está competindo com o prato “Sashimi de Pirarucu sobre Carpaccio de Pupunha ao molho Thai com Cupuaçu e Pérolas de tapioca e coco, recheadas com geléia de pimenta”.
O objetivo do concurso é promover a criação de receitas com ingredientes regionais paraenses e busca revelar novos talentos da culinária paraense. Mais informações: www.veropesodacozinhaparaense.com.br.
Concurso internacional - A aluna Emanuelle Reis, por sua vez, vai liderar a equipe de estudantes que representará o Brasil no Concurso Culinário Jovem Chef, que acontecerá em Quito, no Equador, no dia 20 de abril.
A competição faz parte da programação do encontro “Gourmonde Equinoccial 2013”, promovido pela Associação dos Restauradores Gastronômicos das Américas (Aregala), que terá início no dia 17 de abril e reunirá representantes de mais de 20 países.
No concurso, os participantes terão o desafio de preparar um prato principal típico da América Latina, com ingredientes que serão divulgados somente durante a disputa. Além de Emanuelle, a equipe brasileira é formada por Silmeire Barisson, também do curso de Gastronomia da Uniso, e Danilo Galhardo, da Universidade Anhembi Morumbi.
Os alunos também fazem parte da delegação que representará o País no “Gourmonde” e auxiliarão os chefs brasileiros em suas atividades, como o renomado chef Rafael Sessenta na oficina que ministrará sobre gastronomia baiana nordestina.
Conforme explica Emanuelle, o convite para participar do evento foi feito pela organizadora, a Aregala Nacional e Internacional. Para ela, a participação no concurso “Brazilian Food Experience” em 2012 deve ter influenciado na decisão. A estudante foi uma das oito finalistas entre quatro mil chefs, com a receita “Risoto de Café com sorvete de baunilha e caldo de laranja”.
Concurso Sabor de SP - Já a ex-aluna Tammy de Andrade, do restaurante Estação Boca do Monte, de Piedade, foi uma das vencedoras da quarta etapa do Festival Sabor de São Paulo, que selecionou em março os cinco pratos típicos da macrorregião de Sorocaba. Ela apresentou a receita “Fundo de Alcachofra Gratinado aos Três Queijos”.
O evento é um projeto da Secretaria de Turismo do Estado, realizado pela revista Prazeres da Mesa com apoio educacional do Senac São Paulo. O objetivo é mapear os pratos típicos, produtos e matérias-primas que caracterizam a identidade gastronômica paulista.
Os melhores pratos estarão à venda em um grande festival popular, que será realizado de 28 a 30 de junho, no Parque da Água Branca, em São Paulo. Mais informações: www.sabordesaopaulo.com.br.

11/04/2013
Karina Paschoal Papa, ex-aluna de Gastronomia da Universidade de Sorocaba (Uniso), está entre os cinco finalistas do Concurso Paraense "Chef Paulo Martins". A final será realizada neste domingo (14), em Belém do Pará, como parte da programação do Festival "Ver-o-Peso da Cozinha Paraense 2013".
Os finalistas deverão executar as receitas inscritas, que serão avaliadas por um júri composto por cinco personalidades da gastronomia local e nacional. Karina está competindo com o prato "Sashimi de Pirarucu sobre Carpaccio de Pupunha ao molho Thai com Cupuaçu e Pérolas de tapioca e coco, recheadas com geléia de pimenta".
O objetivo do concurso é promover a criação de receitas com ingredientes regionais paraenses e busca revelar novos talentos da culinária paraense. Mais informações pelo site: http://www.veropesodacozinhaparaense.com.br/v2/index.php.

Aluna lidera equipe brasileira em
concurso internacional de Gastronomia
Por sua vez, Emanuelle Reis, aluna do curso de Gastronomia da Uniso, vai liderar a equipe de estudantes que representará o Brasil no Concurso Culinário Jovem Chef, que acontecerá em Quito, no Equador, no dia 20 de abril.
A competição faz parte da programação do encontro "Gourmonde Equinoccial 2013", promovido pela Associação dos Restauradores Gastronômicos das Américas (Aregala), que terá início no dia 17 de abril e reunirá representantes de mais de 20 países.
No concurso, os participantes terão o desafio de preparar um prato principal típico da América Latina, com ingredientes que serão divulgados somente durante a disputa. Além de Emanuelle, a equipe brasileira é formada por Silmeire Barisson, também do curso de Gastronomia da Uniso, e Danilo Galhardo, da Universidade Anhembi Morumbi.
Os alunos também fazem parte da delegação que representará o País no "Gourmonde" e auxiliarão os chefs brasileiros em suas atividades, como o renomado chef Rafael Sessenta na oficina que ministrará sobre gastronomia baiana nordestina.
Conforme explica Emanuelle, o convite para participar do evento foi feito pela organizadora, a Aregala Nacional e Internacional. Para ela, a participação no concurso "Brazilian Food Experience" em 2012 deve ter influenciado na decisão. A estudante foi uma das oito finalistas entre quatro mil chefs, com a receita "Risoto de Café com sorvete de baunilha e caldo de laranja".
Universidade de Sorocaba
Assessoria de Comunicação Social
Jornalistas
Mônica Ribeiro - monica.gomes@uniso.br
Vivian Marques - vivian.roque@uniso.br
(15) 2101.7081
Fonte: www.uniso.br 
Notícia publicada por: tuds
16/11/2012 | CULINÁRIA JAPONESA

Para brasileiro nenhum botar defeito

Notícia publicada na edição de 16/11/2012 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 1 do caderno Ela - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.

Leila Gapy
leila.gapy@jcruzeiro.com.br

Não se sabe ao certo, mas muitos arriscam dizer que foi a ampliação de consciência dos ocidentais, quanto a necessidade de alimentar-se bem para garantir longevidade, que possibilitou a disseminação da sabedoria japonesa no ocidente. Há milênios os orientais sabem que para cuidar do corpo é preciso cuidar da alimentação e da mente. Junto disso, a variedade de pratos, apoiados nos sabores naturais, aguçou paladares brasileiros, abertos às novidades. Por isso até, o número de adeptos e amantes da culinárias japonesa tem crescido cada vez mais. Tanto que muitas receitas, como o popular sushi (feito com salmão ou pepino) tem sofrido alterações, sendo feito até com berinjela ou tomate e cream cheese acrescentado acima.

O fato é que como muitas outras tradições culinárias, a japonesa também nasceu dentro da necessidade e costumes de um povo. O arquipélago que forma o Japão favoreceu para que os frutos do mar compusessem boa parte das receitas. A terra boa para plantar também ajudou o cultivo de vegetais, com espaço igualmente garantido na mesa. Mas foi a necessidade de trabalhar no campo que levou-os ao uso do arroz, resistente ao armazenamento diário. Tanto é que foi justamente o armazenamento do peixe desidratado no arroz, transportado aos campos de trabalho, que possibilitou a criação do famoso sushi, incrementado posteriormente com o sabor das algas. 

Porém, os costumes milenares também compuseram os detalhes da culinária japonesa. Prova disso é a ornamentação dos pratos, verdadeiras obras de artes que enchem os olhos de qualquer um. Afinal, "come-se (primeiro) com os olhos", como diz o ditado. E para a filosofia oriental comer é também uma arte. Até por isso não há exageros e sim, degustação. O ato de alimentar-se é delicado, apreciado, feito passo a passo. 

Boa mesa 
Exemplo disso é o aposentado Minoru Takeda, de 72 anos. Filho de imigrantes, oriundo de Presidente Bernardes, ele chegou em Sorocaba ainda moço, onde casou-se e constituiu família. Dona Maria de Fátima Demétrio Takeda, de 59 anos, a esposa, conheceu com ele e com os sogros os macetes e privilégios da mesa japonesa. "Quando casei-me, há 37 anos, fui morar com meus sogros. Foi lá que descobri essa comida tão gostosa", garante. A comerciante lembra que no início não viu muita graça na alimentação do marido, mas com o tempo, aprendeu a gostar, ao ponto de ensinar a própria família, sem origens orientais, a elaborar pratos como sashimi (à base de peixe cru), sushi e yakissoba. "Minhas irmãs todas, meus filhos e netos, todos comem essas delícias", garante.

Mas ainda há exemplos de pessoas que não têm ligação alguma com o oriente e já tenham se rendido ao cardápio. É o caso da jornalista Adriana Pellegrino, de 34 anos. Há pelo menos dez anos ela consuma saborear os pratos japoneses com certa frequência. "Sempre fui enjoada para comer, mas a comida japonesa sempre me pareceu simpática. Porém, foi num rodízio, junto de amigos, que optei por experimentar. A princípio não me apaixonei. Mas com o passar dos anos, me rendi. Os pratos são leves, saudáveis. É possível até exagerar, sem que lhe faça mal. A disposição dos alimentos coloridos também me agradam. Atualmente, ao menos uma vez ao mês, me proponho a degustá-los", assume.

Fato que também aconteceu com a pequena Allanis Maria Alves Barros, de apenas 9 anos. Influenciada pelos pais, Andrea e Dailer, ela aprendeu a apreciar a mesa japonesa aos 7 anos. Tanto que atualmente é ela quem cobra almoços ou jantares especiais, feitos com pratos do oriente. O argumento para o gosto ela tem na ponta da língua: por serem coloridos, gostosos e pertencerem a um povo que fica do outro lado do mundo - esse último lhe atrai por estar associado à novidade, conhecimento, cultura diferenciada. Tanto que os pratos que a pequena mais gosta são o sashimi, guioza e o niguiri skin. Segundo a mãe, um dos argumentos usados para convencê-la a experimentar foi associar a comida ao desenho do Kung Fu Panda. 

"Mas depois que experimentou, aí não tivemos mais o que falar", acrescenta Andrea. O fato é que o número de pessoas que buscam pela culinária japonesa tem crescido tanto ao ponto do aumentar o número de restaurantes e lojas de artigos também. O que justifica até a criação de cursos específicos da gastronomia japonesa.

16/11/2012 | CULINÁRIA JAPONESA

Um pedaço da Liberdade em Sorocaba

Notícia publicada na edição de 16/11/2012 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 008 do caderno Ela - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.




Pessoas que gostam de cozinhar e receber os amigos. Este é o perfil dos que buscam aprimorar-se na culinária japonesa, segundo a personal chef Karina Papa. E foi para eles que ela elaborou o curso de sushi realizado na loja Koi, em Sorocaba - especialista em acessórios e alimentos orientais. Segundo ela, administradora de empresas por formação e chef de cozinha por vocação, o número de pessoas que apreciam a mesa japonesa tem crescido de forma significativa, o que também favoreceu a criação do curso.

"O sorocabano está aberto a estes sabores e quem gosta, quer aprender a fazer algo especial para receber os amigos", argumenta. Para a sócia-proprietária da loja, Edith Nakandakare, a criação da loja já sinaliza a demanda existente em Sorocaba. "Há 13 anos tenho um restaurante de pratos chineses e há muito tempo os clientes solicitam alimentos japoneses. A criação do curso ocorreu devido a inexistência do segmento na cidade. Sociedades atreladas à manutenção da cultura japonesa são voltadas aos descendentes ou parentes de orientais. Por isso optamos por ampliar e propor o aprendizado para quem gosta. Esse é o requisito", afirmou ela.

O curso tem quatro módulos, ainda está no primeiro, com aulas voltadas para os ensinamentos do sushi - feito com arroz, alga, salmão ou pepino. Os alunos aprendem desde a história dos pratos, os acessórios necessários, como facas e esteira, até a combinação exata dos alimentos, como algas específicas e preparação do arroz e do peixe. Quem esteve lá foi a fonoaudióloga Fabíola Dias Pereira, de 41 anos, que aprendeu a apreciar a culinária ainda menina, quando conheceu famílias japonesas por conta dos negócios da mãe.

"Além disso, como trabalho com disfagia (dificuldade de deglutição), preciso trabalhar o 5º paladar, o umami - tão conhecido dos japoneses, atualmente estudado por universidades de todo o mundo. Ele está atrelado ao ritual de apreciação do sabor natural dos alimentos, o que facilita o trabalho com o paladar de idosos", argumentou.

Já a artista plástica Lourdes Camargo, de 56 anos, participou da aula e realizou um sonho. "Fui ao Japão pela primeira vez em 1989. Me apaixonei pela culinária e finalmente, agora, posso descobrir como fazer esse prato tão gostoso", justificou mencionando o fato de desconhecer a existência de outros cursos na cidade.

Isadora Bergamo, de apenas 14 anos, também esteve no curso para aprender desde cedo as artimanhas da comida japonesa. "Gosto tanto que quero aprender mesmo a fazer", disse. 
































Aluna é finalista em concurso nacional de talentos


29/10/2009 - 14H00
HTTP://WWW.UNISO.BR/NOTICIAS/NOTCOMPLETA.ASPX?NOTICIA=1196


   A estudante de Gastronomia Karina Paschoal Papa está entre os seis finalistas do 4º concurso nacional “Talento ao Vivo Prazeres da Mesa/GNT”. A final será realizada nesta sexta-feira (dia 30), em São Paulo, às 8h30, dentro da programação do encontro “Prazeres da Mesa Ao Vivo”.

   Os participantes receberão, na hora, informações sobre os ingredientes que utilizarão, devendo elaborar uma receita e prepará-la. Os pratos serão degustados por um júri formado pela redação da revista “Prazeres da Mesa”, que promove o evento, e por chefs renomados, que escolherão o vencedor.

   Para se inscrever no concurso, os estudantes tinham que fazer um texto descrevendo o melhor sabor que guardam da infância, além de enviar uma receita que demonstrasse a criatividade aprendida em sala de aula.

   O objetivo do concurso é promover a integração dos estudantes de Gastronomia e Nutrição, incentivando o trabalho de pesquisa sobre ingredientes nacionais em produções gastronômicas, e relacionar competências teóricas e práticas.

   Os seis finalistas são:
- Alvaro Luiz Colla Gasparetto (Senac São Paulo - SP)
- Anne Aquino (Faculdade Boa Viagem - PE)
- Cinthia Ferreira da Paixão (Centro Universitário Vila Velha - ES)
- Daniel Augusto Severino (Senac Águas de São Pedro - SP)
- Fernanda de O. Moreira (Universidade São Camilo - SP)
- Karina Paschoal Papa (Uniso - Universidade de Sorocaba - SP).

Fotos do Concurso "Talento ao Vivo" da Revista Prazeres da Mesa 2009




Quinta-feira, 29 de outubro de 2009 - 19:14
Aluna da Uniso é finalista em prêmio de gastronomia
Agência BOM DIA
Karina Paschoal Papa, estudante do curso de gastronomia da Uniso (Universidade de Sorocaba),  está entre os seis finalistas do 4º concurso nacional “Talento ao Vivo Prazeres da Mesa/GNT”. A final será realizada nesta sexta-feira, 30, em São Paulo, às 8h30, dentro da programação do encontro “Prazeres da Mesa Ao Vivo”.
Os participantes receberão, na hora, informações sobre os ingredientes que utilizarão, devendo criar uma receita e prepará-la. Os pratos serão degustados por um júri formado pela redação da revista “Prazeres da Mesa”, que promove o evento, e por chefs renomados, que escolherão o vencedor.
Para se inscrever no concurso, os estudantes tinham que fazer um texto descrevendo o melhor sabor que guardam da infância, além de enviar uma receita que demonstrasse a criatividade aprendida em sala de aula.
O objetivo do concurso é promover a integração dos estudantes de Gastronomia e Nutrição, incentivando o trabalho de pesquisa sobre ingredientes nacionais em produções gastronômicas, e relacionar competências teóricas e práticas.

Os finalistas 
- Alvaro Luiz Colla Gasparetto (Senac São Paulo - SP)
- Anne Aquino (Faculdade Boa Viagem - PE)
- Cinthia Ferreira da Paixão (Centro Universitário Vila Velha - ES)
- Daniel Augusto Severino (Senac Águas de São Pedro - SP)
- Fernanda de O. Moreira (Universidade São Camilo - SP)
- Karina Paschoal Papa (Uniso - Universidade de Sorocaba - SP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, comente, envie suas dúvidas ou dicas, sinta-se em Casa...