sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Quarto dia em Portugal - 24_01_14

Chegamos ao último dia com meus companheiros de viagem...
Começamos com um belo café da manhã no Hotel Mar D'Ar.







Partimos para a Quinta do Quetzal, e fomos recebidos pelo simpático Reto Frank, o suíço mais português que conheci...
Quinta do Quetzal - (+351) 284 441-618.
É uma vinícola muito moderna, muito tecnológica, mas muito preocupada em manter algumas tradições portuguesas. No terreno existem ruínas da Igreja N. Sra. de Guadalupe. São 3 zonas de produção, com terroirs diferentes.



Eles querem ligar a vinícola à arte. Colocam música clásica na sala de barricas. E tem um projeto de divulgação da região em parceria com outras vinícolas.



Saímos de lá e fomos para a Herdade da Malhadinha Nova - (+351) 284 965-210.
Primeiro demos uma volta com a Alexandra Bobone responsável pelo Wine Tourism.






Eles tem hotel, restaurante, produção de azeite, produção de carne...




Depois fomos recebidos pelo enólogo residente Nuno Gonzalez, que nos explicou todos os processos de produção do vinho. É uma vinícola moderna e tecnológica.



O azeite é muito bom


Saímos de lá e fomos almoçar no Restaurante Espelho d'Agua - 284 325-103 - 
Rua de Lisboa, 7800, Beja, Portugal.



Comida típica do Alentejo

Saímos de lá e fomos para a Herdade do Pinheiro - 284 732-453.


Uma empresa tradicional, familiar e antiga. Fomos recebidos pela simpática Ana Silvestre Ferreira Bicó, e por seu filho que pretende continuar o negócio da família...



Alguns vinhos podem ser guardados por mais de 20 anos...

Indo para a última degustação do dia nos deparamos com um churrasquinho de gato, quer dizer, de sardinha...

Fomos ao Vovó Joaquina - R. do Sembrano, 57 - Beja. uma Taberna/Bar.



No restaurante José Gonçalves nos apresentou os vinhos do Monte Novo e Figueirinha - 284 311-260. Um projeto familiar de 1998, onde produzem azeites e vinhos.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, comente, envie suas dúvidas ou dicas, sinta-se em Casa...