sábado, 14 de julho de 2012

Origem da Rabada

A história da gastronomia é muito complexa, e geralmente está interligada. Além disso, geralmente a utilização dos ingredientes está ligada ao aproveitamento de alimentos, à história das populações, suas origens e aos seus hábitos e costumes.
Existem referências de que a rabada surgiu na culinária européia com uma sopa de rabo de boi em Portugal e apreciada na França. Era preparado um guisado com os rabos, adicionando legumes e verduras (como tomates, cebolas e pimentões), além de temperos frescos e secos.
Outra referência que encontrei afirma que a primeira referência sobre esse prato na literatura gastronômica se refere a Minas Gerais, em decorrência do uso de panelas de ferro e pedra, que são apropriadas para cozinhar essas carnes. Mas sabe-se que a RABADA é um prato dos sertões do Brasil, onde aproveitavam todas as partes do boi, do porco, do frango, etc. O prato chegou às grandes cidades quando os fazendeiros construíram casas na Corte ou nas capitais. Mais tarde se popularizou e nas décadas de 20 e 30 do século passado se proliferando em bares e botecos.
No clássico livro: História da Alimentação no Brasil, de Luís da Câmara Cascudo, bois e vacas começaram a ser criados no Brasil na época da colonização, trazido pelos portugueses.
O preparo das carnes bovinas foi adaptado à cultura brasileira e recebeu temperos dos índios e africanos.
Já no livro Gastronomia no Brasil e no Mundo, de Guta Chaves e Dolores Freixa, faz referência ao ato de refogar a cebola e o alho; e à fritura como originais de Portugal (eram técnicas desconhecidas dos índios e africanos).

Um comentário:

Participe, comente, envie suas dúvidas ou dicas, sinta-se em Casa...