terça-feira, 31 de julho de 2012

Degustação de Vinhos do Alentejo

No dia 25/09/12 será a vez da apresentação dos vinhos do Alentejo em São Paulo e 27/09/12 no Rio de Janeiro, em uma iniciativa dirigida a profissionais e consumidores, organizada pela Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) e produzida pela EV-Essência do Vinho. Grandes referências da região alentejana e os últimos lançamentos disponíveis no mercado serão dados a conhecer, com o objetivo de atrair novos públicos, gerar novos negócios e de aumentar a participação neste mercado estratégico.


Informações e inscrições:
m.amelia@vinhosdoalentejo.pt
Telefone: +351 266 748 870    


E aproveitem essas imagens lindas...






Informações sobre o Alentejo





segunda-feira, 30 de julho de 2012

Coração de Alcatra Assado em Croûte (massa de sal grosso) Casa com Dioniso Cabernet Sauvignon


É bastante comum encontrarmos receitas de carne, frango, batata ou peixe assados no sal grosso, essa receita utilizei o sal grosso, mas com uma massa como se fosse de pão para envolver a carne. Não sei se pela foto é possível perceber, mas a carne ficou desmanchando e muito suculenta.

Coração de Alcatra Assado em Croûte (massa de sal grosso) Casa com Dioniso Cabernet Sauvignon


Ingredientes:

1 peça de Coração de Alcatra (aproximadamente 1,3kg)
500g de Farinha de trigo
200g de Sal grosso
+- 300ml de Água morna
2 Ovos
2 Claras
1 Cebola em cubos
3 ramos de Sálvia
5 dentes de Alho picados
5g de Zimbro
5g de Pimenta em grãos

Modo de Preparo:


1- Pré-aquecer o forno a 200oC.
2- Misturar a farinha, o sal, os ovos, a cebola, as folhas de sávia, o alho, o zimbro e a pimenta.
3- Acrescente a água aos poucos, e vá amassando como se fosse pão, fazer uma massa bem úmida.
4- Colocar a massa em um bol (vasilha), cobrir com filme plástico e levar à geladeira por 2 horas.
5- Abrir a massa e envolver a peça de carne com ela, cobrir uma assadeira com pepel manteiga, colocar a massa no meio da forma, pincelar a massa com claras, deixando as emendas viradas para baixo.
6- Levar ao forno a 180oC por aproximadamente 1 hora e 20 minutos.
7- Retirar do forno e deixar descansar em um local quente por aproximadamente 20 minutos.
8- Abrir a massa na transversal (cuidado com o vapor), retirar a carne de dentro da massa, colocar em uma tábua, fatiar e servir.

Obs: Eu fiz a massa sem receita, mas para essa receita utilizei o livro: Chefs Segredos e Receitas (Ed. Melhoramentos) como fonte de pesquisa.
Aproveito para colocar uma tabela do livro para tempo e temperatura de carnes assadas AQUI.  

Dioniso Cabernet Sauvignon Casa com Coração de Alcatra Assado em Croûte (massa de sal grosso)


Vinho: Dioniso Colli di Rimini 2010
Prato: Coração de Alcatra Assado em Croûte (massa de sal grosso) (Ver a receita sugerida da Chef Karina P. Papa AQUI)    
Castas: Predominância de Cabernet Sauvignon  
Safra: 2010
Vinícola: Tenuta Del Monsignore F.lli Bacchini
Álcool: 13° 
País: Itália 

Análise do vinho:

Vinho tinto, cor rubi intenso, com toques violáceos, límpido e brilhante.
No olfato franco, fragrante, com aroma de frutas vermelhas maduras, e toques herbáceos e de ervas frescas. Na boca apresenta boa acidez, corpo médio/mais, taninos elegantes e macios, vinho muito equilibrado. Apesar da potência da maioria dos cabernets, esse vinho apresenta muito carácter, mas com muita elegância e equilíbrio, típico dos vinhos do novo mundo.

Comprei esse vinho na Cellar Experts e paguei algo em torno de R$ 40,00  em julho de 2012. O site da vinícola é Tenuta del Monsignore.

Harmonização

O tanino equilibrado do vinho casou bem com a gordura e o sal equilibrados da carne, a acidez também acompanhou bem a gordura da carne. Os temperos que utilizei na carne combinaram com as frutas e o herbáceo do vinho. Como a carne foi assada ela ficou com um corpo que acompanhou bem o vinho. Muito boa harmonização, eles se complementaram.
 Uma carne de preparo fácil, com muita suculência e um vinho italiano de ótimo custo benefício. Quando fizerem me contem sua experiência.
CASA COM VINHO

Tabela de Tempo e Temperatura de Assados


Peças para assar com ou sem osso
Assar a 220oC por 15 minutos e depois a 180oC
CARNE DE BOI (Filé Mignon, Lagarto, Costela, Alcatra, Maminha, Contra-filé)
Malpassada
15min para 450g + 15min
Ao Ponto
20min para 450g + 20min
Bem passada
25min para 450g + 25min
Filé Chateaubriand (1,5kg)
Sempre a 220oC
Malpassada
25 min
Ao ponto
30min
VITELA (Pernil, Lombo, Pá, Costela)
Bem passada 25min para 450g + 25min
CORDEIRO (Peito, Pernil, Lombo, Paleta, Costela)
Malpassada
15min para 450g + 15min
Ao Ponto
20min para 450g + 20min
Bem passada
25min para 450g + 25min
PORCO (Pernil, Lombo, Paleta, Costela
Ao Ponto
25min para 450g + 25min
Bem passada
30min para 450g + 30min
VEADO (Pernil, Lombo)
Ao Ponto 20min para 450g + 20min

Referência: Chefs Segredos e Receitas (Melhoramentos)

sábado, 28 de julho de 2012

Degustação Ventisquero na Cellar Sorocaba

Ontem tive a oportunidade de participar de uma degustação da Viña Ventisquero na nova loja da Cellar Experts na pista de Caminhada do Campolim, em Sorocaba.
A loja está linda, com um ambiente moderno e aconchegante. O atendimento é impecável (algo diferenciado em Sorocaba).
O enólogo da Ventisquero, Felipe Toso, é muito simpático, o pessoal da Cantu participou e deu toda a assistência aos clientes, enfim, evento muito bem organizado e o principal, com bons vinhos.
Abaixo colocarei algumas fotos do evento.










sexta-feira, 27 de julho de 2012

Degustação da Viña Ventisquero em Sorocaba

De 2 a 3 anos para cá Sorocaba têm crescido enormemente na área de vinhos, com lojas novas, cursos e eventos. As pessoas estão consumindo e conhecendo esse mundo fantástico.
Contribuindo para esse crescimento está a Cellar Experts, sempre trazendo novidades do mundo do vinho para Sorocaba.
Hoje (27/07/12) a Cellar promoverá uma degustação de uma vinícola ícone do Chile, a Viña Ventisquero, com a apresentação dos vinhos por seu enólogo Felipe Toso.


Viña Ventisqueiro

O profissionalismo, energia positiva e compromisso com a qualidade de cada uma das pessoas que fazem a equipe são os pilares do nosso sucesso.
Liderados por um empresário jovem e criativo, iniciou a produção da vinha em 2000. Sob o slogan "Um passo adiante”, nós decidimos fazer vinhos de alta qualidade, vanguardistas e modernos, com uma maneira diferente de se comunicar com nosso público-alvo e processos de marketing.
Da mão do nosso enólogo-chefe, Philip Tosso, a adega foi construída no Vale do Maipo, uma região de onde vieram os primeiros vinhos. Depois de três anos, outros passos no Vale de Casablanca e da prestigiada Apalta Valley, casa dos maiores vinhos do ranking da Viña Ventisquero.
Com vinhedos nas melhores zonas vinícolas do Chile - Maipo, Casablanca, Colchagua e Leyda, e de investigação forte no terroir, nosso desafio é oferecer a melhor qualidade e os vinhos Ventisquero consistência.
Paixão pelo vinho é a frase que melhor descreve como você se sente a nossa equipa de enologia para criar vinhos Ventisquero.

A degustação acontecerá na nova loja da Cellar no Campolim, das 19-21 hrs. Para maiores informações entre em contato com o pessoal da Cellar: (15) 3411-5101.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Quiz Wines of Chile coloca você na degustação mais top do ano!

Você é consumidor e quer participar de uma grande degustação de vinhos?
Entre no site: Quiz Wines of Chile e responda à um pequeno Quiz sobre os vinhos do Chile para concorrer a um par de ingressos para o evento.
A Wines of Chile estreou no Brasil na Expovinis 2011 e desde então vem realizando eventos para expor seus produtos ao público brasileiro.
Quem não conhece, vale a pena conhecer, o evento é muito bem organizado e você poderá descobrir vinhos e castas que ainda degustou.

Boa sorte!

Tasting Wines of Chile

Esse ano acontecerá o 2o Tasting Wines of Chile.
O ano passado participei, foi muito bacana. E os eventos organizados pela CH2A Comunicação sempre são muito bem organizados.
Abaixo o folder para vocês:


quarta-feira, 25 de julho de 2012

Masterclass com Douro Boys

Ontem tive o privilégio de participar de uma degustação na ABS/SP com os Douro Boys.
Quem são os Douro Boys?
São 5 produtores da região do Douro (Tomás Roquette da Quinta do Crasto, Cristiano Van Zeller da Quinta do Vale D. Maria, representado pela sua esposa, Francisco Olazábal da Quinta do Vale Meão, Dirk Van Der Niepoort da Niepoort Vinhos e João Ferreira Álvares Ribeiro da Quinta do Vallado), que se uniram para divulgar os vinhos do Douro no mundo.
O Vale do Douro (ao norte de Portugal), se dedicou quase exclusivamente à produção de uvas para Vinho do Porto. No final dos anos 80 e 90 do século 20, algumas pessoas começaram a produzir vinhos não fortificados, à partir de suas vinhas e uvas da região.
Foi uma degustação muito descontraída e dinâmica, eles são muito simpáticos e nada como os produtores para falar de seus vinhos.
Colocarei algumas fotos da palestra e dos vinhos que degustamos...













  

terça-feira, 24 de julho de 2012

Cogumelos recheados com anchovas Casam com Cordorníu Cava Pinot Noir


Esse ano ganhei um espumante de alguns amigos, mais precisamente um Cava da Espanha. Queria fazer algo que harmonizasse com esse Cava espetacular, fiz esses cogumelos recheados e harmonizaram muito bem. É um prato fácil, rápido e gostoso.

Cogumelos recheados com anchovas Casam com Cordorníu Cava Pinot Noir


Ingredientes:

25g de Pão fresco sem casca picado
60ml de Leite
450g de Cogumelos paris de tamanho médio
115g de Bacon em cubos pequenos
4 unidades de Filé de anchova picado
1 dente de Alho picado
1 unidade de Ovo batido
3 colheres (sopa) de Salsa picada
1 colher (sopa) de Orégano fresco
Sal e pimenta do reino quanto baste
45g de Farinha de rosca
60ml de Azeite de oliva
Ramos de orégano para enfeitar quanto baste

Modo de Preparo:


1- Pré-aqueça o forno a 200oC . Unte com azeite uma assadeira grande.
2- Coloque o pão em uma tigela pequena, adicione o leite e deixe de molho.
3- Remova os cabos dos cogumelos e pique-os bem. Coloque os cabos em uma tigela com o bacon, a anchova, o alho, o ovo, a salsinha, o orégano, o sal e a pimenta. Esprema o pão e junte à mistura. Misture bem.
4- Recheie os cogumelos com a mistura de pão, coloque-os na assadeira e salpique a farinha de rosca por cima. Borrife com azeite.
5- Asse na prateleira de cima do forno por 25 a 30 minutos, até que a parte de cima esteja crocante.
6- Decore com os raminhos de orégano e sirva.

Cordorníu Cava Pinot Noir Casam com Cogumelos recheados com Anchovas

Vinho: Cava Codorníu Pinot Noir Brut
Prato: Cogumelos recheados com Anchovas (Ver a receita sugerida da Chef Karina P. Papa AQUI)   
Castas: 100% Pinot Noir  
Safra: Não safrado
Vinícola: Codorníu S.A.
Álcool: 12° 
País: Espanha 

Análise do vinho:

Espumante de cor cereja pálido, com perlage fina e rápida, límpido e brilhante.
No olfato espumante franco, fragrante, com aroma de frutas vermelhas maduras, com toques cítricos. Na boca apresenta excelente acidez, corpo médio, com maciez, frescura. Apesar da leveza da pinot noir, o vinho mostra todo seu potencial na boca. Ao contrário do que encontramos em vários cavas, esse não apresenta nenhum toque de amargor.

Como ganhei de presente não tenho idéia do preço no Brasil, se quiserem conhecer um pouco da história conheçam o site da vinícola Codorníu.

Harmonização

Com os cogumelos recheados esse espumante casou muito bem. Como o espumante é muito elegante e com bom corpo, acompanhou bem o recheio com a presença do aliche e do bacon, seu leve açúcar residual harmonizou muito bem. Se o espumante apresentasse tanino e amargor, não conseguiria acompanhar os ingredientes salgados do recheio (que não foi o caso). A acidez do vinho também realçou muito o sabor do prato.
 Quer uma entrada diferente e fácil de fazer? Experimente esse prato. Esse Cava também vale a pena conhecer.
CASA COM VINHO

domingo, 22 de julho de 2012

Risoto e Costelinha Casam com Los Boldos Merlot


Há 15 dias fui ao estúdio do Grambek e ele preparou um risoto de tomate cereja e essa costelinha suína, como sempre foi uma reunião muito agradável com eles, e a comida estava muito boa. Colocarei aqui a minha versão dos pratos que ele nos serviu...

Risoto de Tomate Cereja

Ingredientes:

100g de Arroz arbóreo
30ml de Vinho branco seco
80g de Cebola brunoise
50g de Tomate cereja
Aproximadamente 300ml de Fundo de legumes
50g de Manteiga gelada
30g de Parmesão ralado
Sal quanto baste
Modo de Preparo:

1- Suar (refogar) a cebola com 2 colheres de manteiga até ela ficar translúcida.
2- Agregar o arroz arbóreo e refogar com a cebola rapidamente.
3- Colocar o vinho na panela e deixar evaporar o álcool.
4- Adicionar aos poucos o fundo de legumes quente. Mexer às vezes para não grudar e acrescentar o fundo de legumes devagar quando secar o arroz.
5- Quando faltarem 5 minutos para finalizar o risoto agregar o tomate cereja.
7- Quando estiver al dente acrescentar a manteiga gelada e o parmesão, desligar o fogo, mexer para incorporar, tampar a panela e esperar 5 minutos para servir.
8- Sirva imediatamente.
Obs: A função da manteiga gelada é dar brilho e mais cremosidade ao risoto.

Costelinha Suína

400g de Costelinha suína alta
30ml de Azeite de Oliva
200g de Cebola
200ml de Fundo de legumes
Sal quanto baste

Modo de Preparo:

1- Temperar a costelinha com sal.
2- Aquecer uma saltese (frigideira), adicionar o azeite e selar a costelinha rapidamente de todos os lados.
3- Colocar a costelinha dentro de um celofane de assar (aquele que vendem para churrasco), adicionar o fundo de legumes, enrolar mais de uma vez e amarrar bem as pontas.
4- Colocar em uma assadeira, e a cebola lavada inteira do lado de fora do  celofane .
5- Levar ao forno à 180oC por 30 minutos.
6- Retire a cebola e reserve. Retire o celofane e volte a costelinha com o fundo de legumes ao forno por aproximadamente 20 minutos, virando no meio do tempo.
7- Veja se está bem cozida, descasque a cebola e corte em fatias.
8- Sirva a costelinha e a cebola com o risoto.

Los Boldos Merlot Casa com Risoto e Costelinha


Vinho: Vinho Chateau Los Boldos Merlot Cuvee Tradition 2009
Prato: Risoto de Tomate Cereja e Costelinha Suína (Ver a receita sugerida da Chef Karina P. Papa AQUI)   
Castas: 100% Merlot  
Safra: 2009
Vinícola: Château Los Boldos
Álcool: 13,5° 
País: Chile 

Análise do vinho:

Vinho tinto cor rubi com algum reflexo púrpura, límpido, brilhante.
No olfato vinho franco, aroma de frutas vermelhas maduras, frutas compotadas. Na boca apresenta boa acidez, corpo médio, taninos presentes e elegantes. O retrogosto das frutas confirma seu aroma.

Não sei o preço que o Ivam pagou no vinho. No site da Worldwine esse vinho custa R$ 36,00  em 22 de julho de 2012.

Harmonização

O risoto e a costelinha se mostraram um prato de corpo médio pelos ingredientes utilizados, pela cremosidade do risoto e a gordura da costelinha, além de ter um pouco de acidez e doçura pelo tomate. O vinho combinou com o prato, sua acidez, seu corpo e sua fruta foram bem compatíveis. A única coisa que poderia estar um pouco menos presente era seu tanino, apesar de ser um vinho 2009, se ele tivesse mais um ano de guarda, seu casamento com o prato seria perfeito. Seu tanino se sobrepôs um pouco ao prato.
Prato fácil de fazer, relativamente barato, combina com um vinho de bom custo/benefício como esse.
CASA COM VINHO.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Fondue de Queijo Casa com Vinho Verde


Postei a semana passada a promoção que a Comissão do Vinho Verde no Brasil está realizando, veja AQUI. Essa é a 3a receita da semana que harmonizei com o Vinho Verde. A receita abaixo é a mais próxima da original que encontrei, e a origem você descobre AQUI.


Fondue de Queijo


Ingredientes:

125g de Queijo Emmenthal ralado
125g de Queijo Estepe ralado
300ml de Vinho branco seco
3g de Fécula de batata ou Amido de milho
1 dente de alho
8ml de Kirsch (destilado de cereja)
Pimenta-do-reino moída quanto baste
Noz moscada quanto baste
  
Modo de Preparo:

1- Corte o alho ao meio e esfregue no fundo e laterais da panela.
2- Leve o vinho ao fogo e quando começar a ferver adicione os queijos.
3- Reduza o fogo, vá mexendo devagar até os queijos derreterem e se agregarem.
4- Dissolva a fécula no licor e acrescente aos queijos.
5- Tempere com a pimenta e com a noz moscada.
6- Esfregue o alho no rechaud, coloque a massa nele e sirva com os acompanhamentos.


Acompanhamentos


Baguete cortada em cubos médios
Batata bolinha cozida
Brócolis branqueado
Couve flor branqueada
Palitos de cenoura

Vinho Verde Casa com Fondue de Queijo


Vinho: Condes de Barcelos Branco Verde 2010
Prato: Fondue de Queijo (Ver a receita sugerida da Chef Karina P. Papa AQUI)  
Castas: Loureiro, Pedernã, Trajadura  
Safra: 2010 
Vinícola: Adega Cooperativa de Barcelos C.R.L.
Álcool: 11° 
País: Portugal 

Análise do vinho:

Vinho branco cor amarelo esverdeado (citrino), límpido, brilhante, com algum frisante.
No olfato vinho franco, aroma de frutas verdes, tropicais, fruta madura. Na boca apresenta boa acidez, leve, fácil de beber, um pouco de "agulha" característico dos vinhos verdes, frisante. O retrogosto das frutas tropicais volta na boca.

Como a maioria dos vinhos verdes é um vinho leve e frutado, fácil de beber. Bem festivo. Na Cellar Experts esse vinho custa R$ 29,90  em 18 de julho de 2012, se quiser pode visitar o site da Cooperativa.

Harmonização

Das três harmonizações que fiz com esse vinho verde a que casou melhor foi com Fondue de Queijo. O queijo acentuou a acidez do vinho, mas como a acidez é uma das principais características desse vinho, ambos combinaram bem. A cremosidade do prato acompanhou bem o peso do vinho. Por ser um vinho servido bem fresco, a baixa temperatura do vinho harmonizou com a quentura do prato, havendo um contraste muito agradável de temperaturas.
Quer um vinho diferente e fácil de beber para acompanhar seu fondue?
CASA COM VINHO.

Origem da Fondue

O fondue, na verdade "a" fondue (feminino), originou-se na Suíça francesa; dai seu nome, pois fondue (particípio passado de fondre) em francês significa fundido ou derretido, ou seja, queijo fundido, no qual se mergulha o pão.
Uma receita para um molho feito de vinho, queijo de cabra ralado e farinha branca, aparece no capítulo 11 da Ilíada de Homero, e tem sido citado como o mais antigo registro de um fondue.
No século XIII, alguns povos do Alpes Suíço produziram mais queijo do que o necessário para o comércio externo e interno. Com a chegada do inverno eles endureceram então alguém teve a idéia de derreter o exagero produzido. Para conservar adicionaram bebida alcoólica (o kirsch, destilado de cereja produzido na região). Então, eles passaram a estocar blocos derretidos com o destilado, endurecia com o frio, mas não estragava e no momento de comer, derretiam novamente.
Hoje encontramos a fondue bourguignonne (carne frita em óleo), a de peixe, de camarão, a Bagna Cauda (estilo de fondue italiano), Fondue Chinoise (estilo chinês com a carne cozida em caldo de legumes) e o de chocolate.
Na verdade o Fondue se tornou um ritual em que se reúnem amigos e comem o prato acompanhado de um vinho nos dias frios.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Bobó de Bacalhau Casa com Vinho Verde


Postei a semana passada a promoção que a Comissão do Vinho Verde no Brasil está realizando, veja AQUI. Essa semana postarei algumas experiências que fiz com o Vinho Verde.


Bobó de Bacalhau Casa com Vinho Verde


Ingredientes:


1kg de Lombo de bacalhau dessalgado
200ml de Leite de coco
200g Cebola em cubos
20g de Alho moído
400g de Tomate italiano em cubos pequenos
400g de Pimentões amarelos em cubos pequenos
1kg de Batata
50ml de Azeite
1 Maço de salsa picada
Sal quanto baste Pimenta-do-reino moída quanto baste
  
Modo de Preparo:


1- Leve uma panela ao fogo com água, afervente o bacalhau dessalgado por 1 minuto.
2- Leve uma frigideira ao fogo, aqueça, coloque azeite e deixe o bacalhau por 2 minutos de cada lado para dourar.
3- Deixe esfriar, tire a pele e espinhos e faça lascas grandes.
4- Descasque e corte a batata e cozinhe na água em que o bacalhau foi aferventado. Amasse a batata e reserve.
5- Leve uma panela ao fogo, aqueça e refogue a cebola e o alho.
6- Acrescente o pimentão e o tomate e deixe refogar.
7- Acrescente o leite de coco e as lascas, deixe uns minutos apenas para aquecer o bacalhau.
8- Corrija o sal, tempere com pimenta.
9- Coloque a salsa picada e sirva a seguir.

Vinho Verde Casa com Bobó de Bacalhau


Vinho: Condes de Barcelos Branco Verde 2010
Prato: Bobó de Bacalhau (Ver a receita sugerida da Chef Karina P. Papa AQUI)  
Castas: Loureiro, Pedernã, Trajadura  
Safra: 2010 
Vinícola: Adega Cooperativa de Barcelos C.R.L.
Álcool: 11° 
País: Portugal 

Análise do vinho:

Vinho branco cor amarelo esverdeado (citrino), límpido, brilhante, com algum frisante.
No olfato vinho franco, aroma de frutas verdes, tropicais, fruta madura. Na boca apresenta boa acidez, leve, fácil de beber, um pouco de "agulha" característico dos vinhos verdes, frisante. O retrogosto das frutas tropicais volta na boca.

Como a maioria dos vinhos verdes é um vinho leve e frutado, fácil de beber. Bem festivo. Na Cellar Experts esse vinho custa R$ 29,90  em 18 de julho de 2012, se quiser pode visitar o site da Cooperativa.

Harmonização

O Bobó de Bacalhau foi uma adaptação ao estilo portuguesa de um prato típico brasileiro. O bobó de camarão utiliza mandioca na base, para o bobó de bacalhau utilizo batata para não sobrepor o sabor do bacalhau. O prato acentuou a leve doçura do vinho pela utilização do leite de coco, a acidez do vinho foi acentuada pelo prato, a fruta do vinho casou bem com os temperos e especiarias do prato. A cremosidade do prato pela utilização do leite de coco e da batata combinou com o leve frisante do vinho.
É um prato fácil de fazer utilizando ingredientes frescos.
CASA COM VINHO.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Bacalhau Confitado em Cama de Pupunha Casa com Vinho Verde

Postei a semana passada a promoção que a Comissão do Vinho Verde no Brasil está realizando, veja AQUI. Essa semana postarei algumas experiências que fiz com o Vinho Verde.


Bacalhau Confitado em Cama de Pupunha Casa com Vinho Verde


Ingredientes:

400g de Lombo de bacalhau dessalgado
1 maço de Tomilho
10g de Zimbro
10g de Pimenta preta em grãos
1 unidade de Limão siciliano cortado ao meio
6 dentes de Alho sem casca
200ml de Azeite de oliva
400g de Palmito pupunha in natura (Costumo comprar 1 palmito limpo)
Fatias de pão para acompanhar
  
Modo de Preparo:

1- Colocar em uma panela grande os lombos de bacalhau, o tomilho, o zimbro, a pimenta, os dentes de alho, o limão inteiro e o azeite.
2- Colocar uma panela com água no fogo e a panela do bacalhau em cima (banho maria) e tampar.
3- Deixar o bacalhau cozinhando lentamente por 1 hora (se o azeite não cobrir o peixe, vire na metade do tempo).
4- Retire do fogo, deixe esfriar um pouco. Faça lascas, tirando a pele e as espinhas do peixe.
5- Coloque o peixe em uma travessa com o azeite da panela, a pimenta e o zimbro, dispense o resto.
6- Corte o palmito em fatias finas (tipo Carpaccio), coloque o palmito em um prato em um círculo.
7- Coloque umas lascas de bacalhau confitado por cima do palmito e o um pouco de azeite por cima.
8- Decore com algumas folhas de tomilho fresco e com algumas pimentas e zimbro.
9- Sirva acompanhado de algumas fatias de pão.

Vinho Verde Casa com Bacalhau Confitado em Cama de Pupunha

Vinho: Condes de Barcelos Branco Verde 2010
Prato: Bacalhau Confitado em Cama de Pupunha (Ver a receita sugerida da Chef Karina P. Papa AQUI)  
Castas: Loureiro, Pedernã, Trajadura  
Safra: 2010 
Vinícola: Adega Cooperativa de Barcelos C.R.L.
Álcool: 11° 
País: Portugal 

Análise do vinho:

Vinho branco cor amarelo esverdeado (citrino), límpido, brilhante, com algum frisante.
No olfato vinho franco, aroma de frutas verdes, tropicais, fruta madura. Na boca apresenta boa acidez, leve, fácil de beber, um pouco de "agulha" característico dos vinhos verdes, frisante. O retrogosto das frutas tropicais volta na boca.

Como a maioria dos vinhos verdes é um vinho leve e frutado, fácil de beber. Bem festivo. Na Cellar Experts esse vinho custa R$ 29,90  em 18 de julho de 2012, se quiser pode visitar o site da Cooperativa.

Harmonização

Harmonizei com esse prato que fazia no Wine Bar que trabalhei e fazia muito sucesso. É um bacalhau confitado em azeite, bem aromático e o carpaccio de pupunha confere uma doçura e crocância ao prato criando uma harmonia e complexidade. O prato acentuou a leve doçura do vinho, a acidez do vinho acompanhou bem o azeite do prato, limpando o paladar, e a fruta do vinho casou bem com os temperos e especiarias do prato. A única coisa que me incomodou um pouco, apesar de ser um vinho branco e não apresentar taninos aparentes, quando ocorreu um contato direto do vinho com o peixe, senti um leve gosto de metal na boca.
É uma entrada deliciosa, com uma apresentação elegante e fácil de fazer.
Com certeza  CASA COM VINHO.

Origem do Confit


A maioria das referências que encontrei afirma que a origem do Confit é da França pelo Confit de pato, mas encontrei uma reportagem do Alex Atala, questionando a origem, do interior ou da França. Mas uma coisa é certa: a origem da gastronomia sempre se deu com a busca para solucionar problemas, no caso do Confit o problema era não ter energia para conservar os alimentos, a solução encontrada foi a conservação na banha.
Primeiro, o que significa confit? Vem do verbo francês "confire", ou conservar. Assim a referência da origem do confit é francesa, mas com certeza foi utilizado em muitos locais do mundo há muito tempo.
O confit original é uma forma de cocção lenta, em que a carne é cozida na própria gordura, em fogo baixo, para deixar a carne macia, sem fritar. A temperatura de cocção não pode ultrapassar 100°C.
Quando não existia geladeira após o cozimento a carne era mantida imersa na gordura (sem contato com o ar), para conservação (ainda lembro dos meus avós usando essa técnica no sítio).
Hoje a técnica de confitar pode ser utilizada com carnes, peixes, legumes e até frutas (em açúcar), quando o objetivo é conseguir um alimento macio e que poderá ser conservado por um tempo maior.

Origem do Vinho Verde


O Vinho Verde é uma região de Portugal e um estilo de vinho. O nome do produto foi criado pela utilização de uvas não-maduras (verdes) para a produção do vinho.
O Vinho Verde é único no mundo. Um vinho naturalmente leve e fresco, produzido na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, no noroeste de Portugal, uma região costeira geograficamente bem localizada para a produção de excelentes vinhos brancos. Berço da carismática casta Alvarinho e produtora de vinhos de lote únicos, a Região dos Vinhos Verdes festejou em 2008 o centenário da sua demarcação.
Com baixo teor alcoólico, e portanto menos calórico, o Vinho Verde é um vinho frutado, fácil de beber, ótimo como aperitivo ou em harmonização com refeições leves e equilibradas: saladas, peixes, mariscos, carnes brancas, tapas, sushi, sashimi e outros pratos internacionais.
A flagrante tipicidade e originalidade destes vinhos é o resultado, por um lado, das características do solo, clima e factores sócio-econômicos da Região dos Vinhos Verdes, e, por outro, das peculiaridades das castas autóctones da região e das formas de cultivo da vinha. Destes fatores resulta um vinho naturalmente leve e fresco, diferente dos restantes vinhos do mundo.
A atual Região Demarcada dos Vinhos Verdes estende-se por todo o noroeste do país, na zona tradicionalmente conhecida como Entre-Douro-e-Minho. Tem como limites a norte o rio Minho (fronteira com a Galiza), a nascente e a sul zonas montanhosas que constituem a separação natural entre o Entre-Douro-e-Minho Atlântico e as zonas do país mais interiores de características mais mediterrânicas, e por último o Oceano Atlântico que constitui o seu limite a poente.
Indico dois sites para que tenham mais informações desse produto tão diferenciado: Vinho Verde e Adega Cooperativa de Barcelos.





terça-feira, 17 de julho de 2012

Modelo de Check List de Casamento

Significado: Check List nada mais é do que uma "lista de verificação", na tradução ao pé da letra. Outra definição: Método simples e empírico, geralmente utilizado para checar uma lista ou relação de procedimentos padronizados, conferindo a presença ou ausência de um determinado recurso ou sinal correspondente a uma operação (em um painel). O mesmo que relação de checagem.


Resumindo: fazer uma relação ou lista com todas as tarefas a serem realizadas, para acompanhar e verificar os procedimentos e não esquecer nada. É utilizado na organização de qualquer evento, e uma ferramenta fundamental. Para o casamento é um planejamento do mesmo.

Abaixo um modelo Check list completo para organizar seu casamento, você fará o seu de acordo com o tipo do seu evento, os profissionais que contratará para te auxiliar.

Itens para o Check List do casamento

CHECK LIST GERAL
1- Definir o orçamento disponível para o casamento
2- Calcular a quantidade estimada de convidados
3- Definir o local da cerimônia (igreja, templo, salão, sítio, casa, etc.)
4- Agendar a data e horário
5- Escolher o tipo de festa
6- Escolher o local da festa (salão, sítio, casa)
7- Definir o serviço de buffet ou Personal Chef
8- Contratar o assessor e cerimonialista
9- Pesquisar e contratar os prestadores de serviços
10- Escolher os padrinhos do civil e do religioso
11- Escolher as daminhas e pajens
12- Convidar os padrinhos e as crianças
13- Escolher o vestido de noiva
14- Escolher os sapatos, lingerie e acessórios da noiva
15- Definir os trajes dos padrinhos e madrinhas
16- Definir os trajes de daminhas e pajens
17- Escolher o buquê de noiva e buquê das daminhas
18- Comprar a mobília para a casa nova
19- Preparar o enxoval básico
20- Elaborar a lista de convidados (nome, sobrenome, telefone, endereço)
21- Providenciar a documentação para o casamento civil
22- Definir o local e agendar o casamento civil
23- Realizar os Exames pré-nupciais
24- Elaborar a lista de presentes
25- Encomendar os convites e outros impressos
26- Contratar o calígrafo
27- Escolher o vestido de noiva, véu e grinalda (provas / alterações)
28- Sapato da noiva
29- Definir jóias e acessórios
30- Escolher roupas íntimas 
31- Entregar os convites
32- Provar o penteado e a maquiagem
33- Participar de festas pré-casamento
34- Chá de cozinha ou chá-bar
35- Escolher a roupa do noivo
36- Provar a roupa do noivo
37- Cotar o transporte da noiva para a igreja
38- Cotar o transporte dos noivos para o local da festa

Check List Específicos


CERIMÔNIA RELIGIOSA
1- Escolher o celebrante (padre, pastor, rabino)
2- Conhecer sobre as regras e restrições da igreja (música, arroz, decoração)
3- Participar de curso de noivos / Conversa com celebrante
4- Escolher os músicos e/ou cantores
5- Definir a decoração do espaço
6- Escolher as flores para a lapela (noivo, pais e padrinhos)
7- Alugar outros elementos decorativos
8- Decidir sobre fotografia
9- Decidir sobre filmagem
10- Providenciar ensaio na igreja (se possível)
11- Providenciar a gravação da data nas alianças

FESTA DO CASAMENTO
1- Escolher o cardápio
2- Escolher as bebidas
3- Definir o tipo de serviço (à francesa, à americana, etc.)
4- Definir a quantidade necessária de garçons
5- Escolher a mobília da festa, toalhas e louças
6- Escolher os músicos /banda / conjunto /DJ
7- Encomendar bebidas extras
8- Encomendar o bolo e dos docinhos
9 - Encomendar as lembrancinhas
10- Contratar os manobristas
11- Contratar os seguranças
12- Contratar a equipe de limpeza
13- Elaborar um plano de mesas
14- Alugar outros materiais necessários
15- Informação sobre o número de convidados confirmados (deve ter alguém responsável)
16- Decoração de flores
17- Iluminação decorativa

MÚSICAS PARA A CERIMÔNIA
1- Entrada do noivo, pais e padrinhos
2- Entrada das damas e pajens
3- Entrada da noiva
4- Benção das alianças
5- Cumprimentos
6- Saída

MÚSICAS PARA A FESTA
1- Entrada dos noivos no salão
2- Primeira dança dos noivos
3- Dança dos noivos com os pais
4- Seleção de músicas para a festa
5- Hora de cortar o bolo
6- Hora de jogar o buquê

DECORAÇÃO - CERIMÔNIA
1- Entrada
2- Bancos / Cadeiras
3- Altar

DECORAÇÃO - FESTA
1- Entrada do salão
2- Salão (paisagismo)
3- Mesa dos noivos
4- Mesas dos convidados
5- Mesa do bolo
6- Lavabos

FOTOGRAFIA
1- Festa de noivado
2- Ensaio pré-casamento
3- Casamento civil
4- Making of
5- Casamento religioso
6- Festa
7- Externas
8- Trash the dress

LUA DE MEL
1- Escolher a agência de turismo
2- Escolher do destino e do pacote de viagem
3- Reservar
4- Alugar de carro
5- Atividades programadas
6- Preparar as malas
7- Passaportes
8- Câmbio de moeda estrangeira

Como organizar um casamento

Como escrevi no meu perfil sou especialista em eventos pelo Senac - Águas de São Pedro, e como acredito que ser uma grande dúvida de quem vai casar, e tem tudo a ver com o nome do blog, começarei a colocar postagens sobre casamento, bebidas, eventos, etc.


Para organizar um casamento acredito que a primeira e fundamental tarefa é a elaboração de um Check List, que o acompanhará do início até a conclusão do evento.
Com o Check List em mãos você pode definir as prioridades e preparar uma planilha com as tarefas a serem realizadas, definindo datas para conclusão das tarefas. Se souber programar em excel o programa pode te avisar sobre as tarefas a cumprir e a serem cumpridas.
Também existe um programa chamado MS Project, ele é próprio para projetos (mas é um investimento alto para quem não é profissional).
Encontrei um site com dicas de como economizar ao organizar um casamento, vale a dica AQUI.

O que deve ser definido e os prazos para resolver:

12 meses antes do casamento
Os noivos se preparam para casar, o noivo faz o pedido à noiva, organizam o noivado, e iniciam as preparações:

1- Definam a data, reservem os locais da cerimônia religiosa e da recepção.
2- Façam um orçamento de quanto pretendem gastar (imaginando a lista de convidados).
3- Pesquisem buffet, fotógrafos e vídeo-makers.

10 meses antes do casamento
1- Pesquisem músicos ou DJs.
2- Escolham modelos de convites.
3- Escolham o buffet ou Personal Chef
4- Uma empresa de assessoria
5- A empresa de foto/filmagem.

6 meses antes do casamento
1- Convidem pessoalmente os padrinhos, as daminhas e pajens.
2- Comece a definir o vestido e marcar as provas.
3- Escolham o padre
4- Pesquisem doceiras e bolo.
5- Encomendem os convites
6- Encomendem doces e bolos
7- Encomendem a decoração da Igreja (floristas)
8- Verifiquem o que o salão onde ocorrerá a recepção oferece
9- Definam quem vai tocar na cerimônia e na festa
10- Escolham quem fará seu cabelo
11- Você já deve ter definido o tipo de arranjo e véu que usará na cabeça, para discutir com o profissional uma possível mudança de corte de cabelo, tintura, luzes
12- Se for viajar para o exterior, deve providenciar os passaportes e vistos
13- Escolham onde e quais profissionais cuidarão da sua beleza no grande dia

4 meses antes do casamento
1- Providenciem os documentos e marquem a data do casamento no civil
2- Decidam como vai ficar o seu nome e qual regime de comunhão de bens vão optar
3- Façam a degustação dos pratos que serão servidos e escolha as bebidas
4- Contratem o serviço de manobristas, reservem a locação do automóvel para a noiva
5- Escolham quem fará a caligrafia dos convites e já encomendem com o endereço do novo casal e os cartões de agradecimento.
6- Providenciem o traje do noivo
7- Escolham onde irão passar a noite de núpcias e reservem

2 meses antes do casamento
1- Iniciem o envio dos convites
2- Façam suas listas de presentes nas lojas selecionadas
3- Providenciem as alianças
4- Escolham a lingerie para o dia e a noite do casamento
5- Discutam os detalhes finais do cardápio com o buffet ou Personal Chef, para não restar dúvidas
6- Encomendem os brindes
7- Encomendem os bem-casados
8- Escolham o buquê
9- Repasse os detalhes da cerimônia (revisem o check list)
10- Marquem os ensaios com os pais e padrinhos
11- Repassem os detalhes da festa (revisem o check list)
12- Mudem o seu endereço para correspondências já para a sua nova casa

1 mês antes do casamento
1- Organizem o chá de cozinha ou o chá bar
2- Decidam ou confiram a trilha sonora da cerimônia e da festa
3- Confiram a disposição do salão de festa (o local das mesas, banda, se houver lugares marcados)
4- Confirmem o número de convidados para o buffet ou Personal Chef
5- Confirmem o número de brindes ou bem-casados para os convidados
6- Acertem a lua-de-mel
7- Definam as lembrancinhas para os convidados

2 semanas antes do casamento
1- Façam as últimas provas do vestido, maquiagem, cabelos, sapatos e acessórios e roupas e acessórios do noivo


Alguns dias antes da cerimônia
1- Deixem este período somente para a prova do cabelo, maquiagem, prova final do vestido de noiva e traje do noivo.
2- Utilizem o Check List e finalizem tudo que foi contratado, se está sendo cumprido dentro do prazo, além de confirmar a lua-de-mel e núpcias (hotel, transporte) para evitar imprevistos
3- A noiva deve se cuidar: fazer uma limpeza de pele e uma depilação com uma semana de antecedência.
4- Revisem se não faltou nada, confirmem com os padrinhos se está tudo certo para o dia do casamento.

Um dia antes do casamento
1- Você ou o assessor deverá confirmar o carro, cabeleireiro, manicure, fotógrafo, e hotel em que for se arrumar lá ou dia da noiva no local escolhido.
2- Confirmem o buquê, arrumem a mala para a noite de núpcias e a viagem.

No dia do casamento
1- Tenham uma ótima noite de sono (se conseguir dormir), alimentem-se bem, relaxem e curtam esse dia


Depois do casamento
1- Agradeçam os presentes no prazo de um mês
2- Troquem os presentes que precisar em até 45 dias: (prazo que a maioria das lojas oferecem)

Sejam felizes...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Costela Casa com Vários Vinhos


Dia 07/07/11 A Cellar Experts em parceria com a Winebrands promoveram uma degustação de costelas com os vinhos. Digo costelas pois o pessoal da Costelaria do Osmar que estava servindo a carne nos fez uma revelação: existem mais de 13 cortes da costela (matambre, picanha da costela, filé da costela...), ele foi servindo e explicando, e realmente, cada parte da carne tem uma textura e sabor completamente diferentes da outra. E fomos harmonizando cada corte da carne com um vinho diferente. Foi um evento muito legal para aprender harmonizações na prática.

Vídeos de Marcos Bassi


Geralmente coloco minhas receitas aqui, mas não posso competir com um especialista como esse, e achei legais esses vídeos:





Vou colocar as fotos dos vinhos que harmonizamos...






Fica a dica